Dívida muito bem paga

22 de outubro de 2012

 Texto e fotos: Vitor Diniz

A cantora americana Beth Ditto e sua banda The Gossip brindaram na noite deste domingo os empolgados cariocas que foram ao Circo Voador, no Rio de Janeiro, após a cidade ser castigada com forte chuva.

A banda, que nos últimos anos foi das mais incensadas pela mídia musical, recompensou quem esperou até às 22h30 da noite dominical, na alagada região da Lapa. Beth, também destaque sempre em editorias de moda e referência cool, com sua postura e discurso ”nem aí para a boa forma”, foi a estrela da noite, é claro.

        

A voz de diva soul da americana e a levada disco de sua banda, que havia tocado na véspera no festival Planeta Terra, em São Paulo, condensa tudo com maestria. Com bom tempero punk, deram graça ao show, que contagiou o público, em ótimo número na casa.

Beth Ditto fez de tudo um pouco: cantarolou a música da novela que virou febre no Brasil, brincou com um ventilador, que supostamente amenizava o imenso calor que ela sentia, colocou um fã no palco e cantou com ele. Uma artista completa, cantora de vozeirão apurado que não perdeu em nenhum segundo o comando das ações e das atenções.

Com cerca de uma hora e meia de apresentação, ela esbanjou carisma e simpatia e se redimiu, ao lado de seu Gossip, pelos dois “canos” que deu nos brasileiros, quando cancelou compromissos por aqui. ”Standing in the way of control”, grande hit da banda, fez, no final, com que a galera se esbaldasse como se não houvesse segunda-feira.

Rita Redshoes no Popmix

20 de outubro de 2012

Por Vitor Diniz

Com dois respeitados discos nas prateleiras, Rita Redshoes é com certeza uma das mais interessantes cantoras indies de toda a Europa. Bem articulada e com ótima dose de simpatia, ela falou com exclusividade ao Popmix em um café de Lisboa.

Definitivamente Noel

19 de outubro de 2012

Por Vitor Diniz

Noel Gallagher acaba de colocar no mercado um DVD que pode ser considerado um registro definitivo de sua carreira. Noel Gallaghers High-Flying Birds – International Magic Live AT The O2 disseca seu álbum solo e ainda respinga um emocionante refrão ou outro no valioso arsenal do Oasis .

A apresentação gravada em fevereiro de 2012, na Arena 02, de Londres, é minuciosa, com direito aos metais e a um coro com lindas vozes de apoio, que tanto fizeram falta nos shows do Brasil, por exemplo. “Dream On”, está incrível! Neste DVD, o conceito de espetáculo foi mais bem cuidado do que nos demais shows da turnê. Além das performances no Brasil, o Pop Mix acompanhou a apresentação de Noel Gallagher em Zurique. Em todos esses concertos, o irmão de Liam não pode contar com a infra-estrura que tanto confere a este filme a graça de show de arena.

Brasil x Chile

 As famosas imagens de Noel vibrando em um pub chileno com o título de seu Manchester City, que foram divulgadas pelo site do campeão inglês, estão no DVD. E, se dessa forma, o Chile foi homenageado, o Brasil tambem foi de outra, pois o Gallagher famoso por ser turrão, dedica ””para uma brasileira ”Half The World Away”.

No segundo DVD, Noel Gallagher, mostra em um pequeno clube de Toronto, suas músicas de forma acústica e nos lembra com seu violão, todo seu poderio de hit-maker. Aqui também está o show da festa do semanário NME, que é obrigatório e deve ser visto por todos que gostam da obra de Noel e do Oasis. A versão de luxo importada, além de clipes dentro de um curta muito bacana, é ainda recheada com o cd Faster Than the Speed of Magic . O disco reúne as demos do álbum de Noel.

+ Noel Gallaguer em Zurique!

+ Noel Gallaguer e um golaço!

Richard Hawley in concert

14 de outubro de 2012

.Texto e Fotos – Vitor Diniz

          Fazia muito tempo que queria ver o cantor inglês Richard Hawley em ação e as nossas datas não batiam. Em 2009, quando o homem, que tocou no Longpigs e no Pulp, fez um concerto em Londres e eu estava na capital inglesa, não pude vê-lo tocar, pois, no mesmo momento quase de sua apresentaçao, eu entrevistava Isabel Monteiro, em outro canto da cidade. A doçura da cantora do Drugstore e a minha antiga admiração por ela minimizaram a minha perda.

          Agora, em Amsterdã, a escrita foi quebrada! Richard Hawley lançava na Holanda, em um competente show no Melkweg, seu último disco, o elogiadíssimo Standing At The Sky’s Edge, na noite do último dia 9 de outubro.

Hawley ao vivo mantém sua voz limpa como nos discos, idêntica na verdade, e entretem também seus fãs com solos bem azeitados. Sua banda encanta, mas sem jamais deixar o protagonista em ”apuros”, e esteticamente me fez lembrar no grupo  de Noel Gallagher.

Bem antes do Palma Violets

A plateia tinha em média cerca de 40 anos. Afinal, Richard Hawley, apesar de dialogar sempre com novas propostas, está ”nessa” desde quando os garotos do Palma Violets não sonhavam nem em estar na capa do NME.

A casa, de porte médio para pequena, mas com estrutura impecável, recebia curiosamente, em seu outro palco, o show de Richie Sambora, simultaneamente, sem que um respingasse no outro em nenhum sentido. Algo fantástico! Hawley, sempre acertando, em especial ao acionar seu novo cd, contou com a abertura do grupo The Crookes, também de Sheffield, assim como ele.

O inglês, que emula Roy Orbinson e Scott Walker, mostrou que também pensa pesado às vezes, e testou bem o som do Melkweg, tocando alto em vários momentos com tensão e pegada roqueira. Um show de quem sabe das coisas, e que só não foi perfeito, porque o cantor de 45 anos não lançou mão de duas de suas mais inspiradas e famosas músicas: ”Valentine” e ”Serious”, que não foram tocadas nem mesmo no tempo extra da apresentação, que totalizou quase duas horas de diversão para os holandeses.

Richard Hawley e sua mágica voz.

artigo publicado por Redação
tags Amsterdã Richard Hawley shows