29 de abril de 2013

São Paulo

Cat Power – 21/05/2013 – Cine Jóia

Recife

Cat Power – 19/05/2013 – Espaço Catamaran

Rio de Janeiro

Cat Power – 18/05/2013 – Circo Voador

São Paulo

The Vaccines – 18/05/2013 – Grand Metropole

São Paulo

Céu – 14/05/2013 – Bourbon Street

artigo publicado por popmix
tags

”David Bowie não é brincadeira!”

28 de abril de 2013

 Gloria Kalil fala sobre Kate Moss, Grunge e, é claro, Bowie. Ouça!

 
.
Por Vitor Diniz
.
             Saber a opinião da consultora de moda e jornalista Gloria Kalil sobre ícones, como Kate Moss e David Bowie, era algo obrigatório para o Popmix. Em entrevista gravada na Casa do Saber, no Rio de Janeiro, a editora do portal Chic também falou sobre a exposição que conferiu em Londres, do eterno camaleão do rock.

artigo publicado por popmix
tags

A melhor banda de todos os tempos da última semana

17 de abril de 2013

Depois de clipe  hypado , grupo vai ao parque com os Stones.
.
.
Por Vitor Diniz
.
             Após ter chamado a atenção na cena indie da Inglaterra, com este  contagiante clipe da música ”Vacation”, o  Splashh parece ter vindo mesmo para ficar. A banda estará ao lado de Palma Violets, Vaccines e de outros artistas no gigantesco concerto dos Rolling Stones, no Hyde Park, no dia 6 de julho. Antes disso,  o aguardado  disco de estreia, Comfort, chega as prateleiras das lojas britânicas, tanto em CD quanto em vinil . O lançamento será no dia 3 de junho, sob a chancela da gravadora Luv Luv Luv. Com seu rock direto, sem firulas e até um tanto grunge,  o Splashh conta com linhas de baixo marcantes e com vocais que conferem uma suposta devoção a John Lydon (Sex Pistols)  e a Liam Gallagher (Beady Eye & Oasis).

artigo publicado por popmix
tags

Nada burocrática!

12 de abril de 2013

 
Regina Spektor faz show caloroso e empolga plateia
 .
.
Texto e fotos: Vitor Diniz
.
          Foi uma noite diferente, sim, até porque a cantora russa Regina Spektor, conseguiu fazer um show intimista no quase gigantesco Citibank Hall, no Rio de Janeiro, nesta quinta-feira, 11 de abril. Ela, que nasceu em Moscou, mas que ganhou fama em Nova Iorque, no embalo de hypes criados especialmente na cena alternativa pelos Stokes, encantou o Rio de Janeiro lançando seu correto e último álbum What We Saw From the Cheap Seats.
          Singela, por sua vez, a cantora disse estar encantada também com a cidade em sua primeira visita ao Rio. Regina havia tocado na véspera em São Paulo e teve problemas técnicos, que fizeram com que ela finalizasse antes sua apresentação no Credicard Hall. Em 2010, a russa, que no Rio mostrou uma doçura singular, esteve no SWU em Itu-SP. Acionando bem todos os seus discos, a cantora e pianista, com seu som indie, parecia estar tocando para seu fã-clube, embora o local estivesse repleto, mas a simbiose entre ela  e os cariocas era marcante e dava um acento aconchegante e caloroso ao concerto.
.
 .
                                             ”Ela estava amarradona”
.
            Regina consegue ser  tímida e carismática simultaneamente. Volta e meia virava-se de lado, sorria de forma fofa para seus admiradores. Sua habilidade com o piano chama a atenção, sua voz é uma assinatura, que remete ao lado mais lírico do canto. Acompanhada por três músicos (teclado, cello e bateria), a artista, de origem alternativa, que pintou até em uma compilação da gravadora inglesa Transgressive Records, colocou seu marido Jack Dishel,  para abrir a noite com seu projeto Only Son.
”Blue Lips”, do álbum Far de 2009, foi a mais precisa canção que seus mágicos dedos e sua imconfundível voz mandaram no Rio. Mas, para seus fãs, o momento inesquecível foi quando ela voltou para o bis e todos se levantaram abandonando as cadeiras, e correram para a frente do palco para ver Regina Spektor e seu piano bem ali, ao ladinho de todos, cantar a famosa “Us”, que está em Soviet Kitsch, de 2004.
A cantora, que ainda  emendou outros números neste final, ocasionalmente conferia, de forma curiosa e orgulhosa, com o canto dos  olhos e sorriso no rosto,  seu público cantar com tanta emoção. ”Ela estava amarradona!”, dizia  eufórica uma garota, assim que Regina deixou o palco, ovacionada e superando a expectativa de quem esperava um show, talvez burocrático.
.
artigo publicado por popmix
tags

10 de abril de 2013

Rio de Janeiro

Banda Panamericana – 19 e 20/04 – Oi Futuro Ipanema

artigo publicado por popmix
tags