Magia escocesa

7 de fevereiro de 2015

Belle&Sebastian acerta novamente e lança disco inspirado.

Por Vitor Diniz

     O cultuado grupo indie Belle&Sebastian volta a colocar no mercado um disco de inéditas, depois de quatro anos. A banda de Glasgow, que encantou tanta gente com trabalhos lindíssimos quando surgiu nos anos 1990, segue com a sua proposta de envolver seus ouvintes com melodias grudentas e saborosas, mesmo quando olham para vertentes com um bom acento dançante como agora. Mas, no retrovisor da trupe do genial cantor e compositor Stuart Murdoch, ainda surgem The Smiths e Felt, por exemplo. Girls in Peacetime Want to Dance, que foi lançado no Brasil (Lab 344), foi gravado nos Estados Unidos, e começa com uma típica faixa do Belle&Sebastian, ‘’Nobody’s Empire’’ que, por sinal não faria feio se estivesse em ‘’Tigermilk’’, aclamado disco de estreia da banda que data de 1996, ou em seu sucessor, o obrigatório If You’re Felling Sinister, com sua linda capa vermelha.

 

Grupo também já acionou a música brasileira

      O Belle&Sebastian se caracterizou por aquela mágica levada meio pop meio folk, que pode fazer com que você saia pelas ruas assobiando uma de suas belas melodias. A sacada dançante da vez, já sugerida no nome do álbum, ganha mais corpo em faixas como ”Enter Sylvia Plath” e ” Party Line”, esta ainda mais empolgante. Na verdade, eles já haviam ”convidado” seus fãs para dançarem em 2000 com o single ”Legal Man”. Outro destaque deste novo disco, produzido por Ben H.Allen, é ”The Power Of Three”, cantada singela e competentemente por Sarah Martin, a moça, que um dia cantou emocionada no Brasil ”Baby”, clássico absoluto da MPB. Aliás, o Belle&Sebastian chegou a lançar um compacto com uma versão de ”Casaco Marrom”, do Trio Esperança . Lembremos também que o combo escocês revelou outra linda voz feminina ao mundo, Isobel Campbell, a lourinha cativante que deixou a banda para lançar trabalhos soberbos, entre eles, alguns ao lado de Mark Lanegan. Girls in Peacetime Want To Dance pode não ser o melhor disco de Murdoch e cia, mas, além de pintar provavelmente nas listas de melhores do ano em dezembro, pode ter também um lugar de destaque em sua prateleira.

artigo publicado por popmix
tags

3 de fevereiro de 2015

São Paulo
.
Jack White, Robert Plant, Kasabian, Foster The People e outros – 28 e 29/03/2015 – Lollapalooza
.
Porto Alegre
.
Kasabian – 26/03/2015 – Pepsi on Stage
.
Porto Alegre
.
Jack White – 24/03/2015 – Pepsi on Stage
.
artigo publicado por popmix
tags