Quatro faixas

17 de novembro de 2016

 

 The Hidden Charms em um novo trabalho

hidden-charms-vinil

*Foto/Facebook Oficial

 

  O The Hidden Charms segue como uma das apostas mais seguras do rock inglês. O grupo acaba de lançar Harder From Here pelo selo Deltasonic. O Hidden Charms, em setembro de 2015, fez um showzaço em Londres, no lendário Koko, junto com o The Decoy Jet, outra banda que merece atenção. O Popmix acompanhou de perto este concerto, que foi ligado ao NME (leia a matéria no link relacionado). O já citado Harder From Here se trata de um EP. Com direito a lançamento em vinil de 12 polegadas, o trabalho conta com quatro animadoras faixas. A primeira do Lado A é ”I Just Wanna Be Left Alone”, que mostra que o Hidden Chams pode atrair os fãs do Kasabian, quem sabe. ”Left Hand Man” surge toda insinuante, com uma guitarra precisa. O grupo londrino, que lançou anteriormente uma das mais grudentas canções do rock britânico nos últimos tempos, ” Dreaming Of Another Girl”, também curte um blues e tanto, provavelmente como pode sugerir a ótima ”I Don’t Mind”, que é permeada também por guitarras marcantes. A baladinha “Harder From Here” fecha bem este lançamento que nos faz acreditar que essa banda ainda pode dar muitas outras alegrias aos fãs do gênero.

The Hidden Charms se apresenta na capital inglesa

artigo publicado por popmix
tags

Spitfires acerta outra vez

5 de novembro de 2016

 

Banda volta ao disco com o ótimo  A Thousand Times

1000-times-album-cover

Por Vitor Diniz

Duas das mais competentes bandas da Inglaterra de hoje estão com a mesma idade. Sim, os ótimos The Spitfires e Hooton Tennis Club debutaram em 2015, com elogiados discos, e agora os dois grupos passaram tranquilamente pelo tão falado teste do segundo álbum com excelentes trabalhos. A Thousand Times é o novo disco do jovem quarteto The Spitfires e que agrada e muito. E, se o Hooton Tennis Club, de Liverpool, olha para o som de nomes como Pavement, Blur e outros, o Spitfires de Watford segue brilhantemente a sua vocação mod. Seus olhos estão mirados em The Jam , Secret Affair , Ordinary Boys e afins , embora dialoguem com outras ”praias” também , e  ao longo de A Thousand Times, o vocalista e guitarrista Billy Sullivan se transforma em um cronista das esquinas britânicas. Acompanhamos um show do Spitfires para o Popmix, em setembro do ano passado, no 100 Club, em Londres (leia a resenha completa com o link no final desta matéria), e constatamos o quanto esses elegantes garotos ingleses são mesmo talentosos e astutos. Na ocasião, eles lançavam Response, seu belíssimo grito de estreia.

 

Olhando também para o Style Council

Agora, Sullivan&Cia nos fazem outra vez ter vontade de colocar as mãos na versão física de um álbum deles, especialmente para ”degustarmos”, de preferência com o vinil, faixas como a sensacional ”Return To Me”, que conta com um lirismo pop daqueles e com arranjos luxuosos, com cordas lindas no melhor estilo ”Whatever” do Oasis. Curiosamente nessa música, o grupo remete a um outro projeto de Paul Weller, já que o Style Council pode ser um grande nome a ser lembrado. Já a roqueira ”So Long”, que foi divulgada em abril pela banda como single, traz um dos riffs de abertura mais marcantes do ano. Lançado pela Catch 22 Records, A Thousand Times , ao longo de seus 43 minutos, ainda oferece outros deliciosos momentos. ”On My Mind” é das grandes músicas do Spitfires. Mais uma vez, a interação entre Sullivan e o baixista Sam Long é perfeita. Billy faz com seu parceiro um jogo de vozes preciso (algo que acontece várias vezes durante o disco) e a banda toda se mostra em total sintonia. ”I Don’t Even Know Myself”, com seus metais na medida certa também pode seduzir muita gente assim como a música que batiza o álbum. Pelo segundo ano consecutivo, o Spitfires e o Hooton Tennis Club, provavelmente, vão estar com seus trabalhos nas listas de melhores discos do ano.

 

Spitfires lança disco em Londres e Popmix confere

artigo publicado por popmix
tags