Franz Ferdinand acerta outra vez!

1 de abril de 2018

http://geniussonline.com/surgery/zakladki-metodon-v-cherdini.html

source купить Азот Таруса  Banda de Glasgow coloca mais um ótimo disco no mercado

orb 1 FranzFerdinand-AlwaysAscending

follow  

купить Порох Далматово A discografia do Franz Ferdinand está feliz. Acaba de chegar mais um ótimo trabalho. Always Ascending conta com dez faixas em cerca de quarenta minutos e já está bem acomodado na prateleira do grupo escocês ao lado de seus pares.

http://xn--52-6kch8e3d.xn--p1ai/haircut/vhod-v-novospays.html Apesar de ser muito bom e de ir direto ao ponto, o álbum não consegue a indigesta façanha de desbancar os dois primeiros e cultuados discos da trupe de Alex Kapranos e cia. Mas Always Ascending dá tranquilamente conta do recado e mantém o padrão Franz Ferdinand que conhecemos, ficando super confortável em sua respeitada discografia.

марихуана без запаха         Always Ascending conta com uma das melhores introduções de um álbum dos últimos tempos, já que a faixa que abre a obra e que dá nome ao disco, traz uma lindíssima abertura com backing vocals que podem emocionar até os fãs dos Beach Boys, quem sabe, para depois encontrar aquela pegada meio pós-punk, meio rock&disco, que tanto encharca de classe o som destes impagáveis escoceses.

go to link  

here Fazendo muita pista indie ferver

A voz de Kapranos aparece bem em todo o disco e ”Lazy Boy” oferece aquela levada irresistível que o Franz Ferdinand faz muito bem com guitarras deliciosas e insinuantes. E ”Papers Cages” ? Essa, por sua vez, já começa marcante e grudenta. ”Feel the Love Go” é dançante como outras do álbum, mas carrega um frescor ímpar e já deve estar fazendo muita pista indie ferver pelo mundo todo. ”The Academy Award”, é uma gracinha pop, linda e que parece até ter vindo do lado B da maravilhosa ”Eleanor Put Your Boots On”, lançada em 2005.Essa obrigatória balada está registrada no segundo grito da banda, You Cold Have It So Much Better, que, ao lado de seu antecessor autointitulado e que data de 2004, está entre os melhores álbuns daquela década.

Com este que é seu quinto disco, o Franz Ferdinand mostra que segue numa direção coesa, alternando sua pilha roqueira e dançante com momentos de lírismo e sempre com perspectivas de crescer muito no palco.

Ao vivo, o grupo de Glasgow costuma ser contagiante como já constatamos algumas vezes no Brasil. Tomara que a saída da banda do baixista Nick McCarthy não tire em nada a vibração dos caras ao vivo. Lembremos que ele formava uma dupla azeitada com Kapranos. As imagens impressionantes do grupo tocando ” The Dark Of The Matinée”,

que fazem parte do DVD Glastonburny Anthems( The Best of Glastonburny 1994-2004), entregam a vocação da banda para os palcos. A sorte é que Alex Kapranos parece estar bem acompanhado com seu grupo, que agora é um quinteto.

 

.

+Franz Ferdinand no Rio em 2010

 

artigo publicado por popmix
tags