lançamentos

Cine Tindersticks

16 de março de 2016

http://wptemplate.org/ambulance/zakladki-skorost-v-krasnoznamenske.html A classe do grupo de Nottingham em mais um disco certeiro

Ainda estamos longe de dezembro neste 2016, mas já podemos imaginar alguns dos discos que estarão nas listas de melhores do ano, aquelas tradicionais que circulam no final de cada temporada. O Tindersticks, por exemplo, ”anuncia”, com o seu recém-lançado  The Waiting Room, que provavelmente estará nestas tais listas.

O cativante álbum, que é o décimo da banda de Nottingham, é mais uma ótima oportunidade para se conhecer o trabalho destes categóricos ingleses, que costumam estar nas prateleiras de indie rock ou pop alternativo, mas que podem deixar muitos fãs de jazz felizes também. A faixa ”Help Yourself” reforça essa tese. Em 2012, acompanhei um show do Tindersticks, em Zurique (leia matéria no link abaixo), e pude constatar que a voz classuda de Stuart Staples ao vivo é muito fiel a que está registrada nos álbuns. Foi algo especial, pois se trata de um cantor brilhante, como esse novo disco entrega mais uma vez.

 

мдпв википедия Com Jehnny Beth e Lhasa de Sela

Na emocionante ”Hey Lucinda”, Staples faz um belo dueto com Lhasa de Sela, que faleceu em 2010, aos trinta e sete anos, vítima de um câncer de mama. Em 2003, Stuart e Lhasa já haviam feito outra lindíssima dobradinha na soberba ”Sometimes In Hurts”, que está no álbum Waiting For The Moon. Já na intensa ”We Are a Dreamers!”, a participação é da hypada vocalista do Savages, Jehnny Beth. Cada faixa deste trabalho ganhou um vídeo, um curta-metragem, que juntos formam um filme de cerca de cinquenta e um minutos, que pode ser visto através do site oficial da banda (www.tindersticks.co.uk). Vários diretores participam do projeto e, entre eles, o brasileiro Daniel Sanna. A capa é assinada por Richard Dumas, que já fotografou Kate Moss e Jarvis Cocker, entre outros astros. Com este disco, os Tindersticks mostram mais uma vez porque são tão respeitados há tanto tempo.

 

+ Popmix confere show do Tindersticks na Suíça

Savages lança novo disco

artigo publicado por popmix
tags

Hoje e sempre

12 de fevereiro de 2016

Купить Герыч Оленегорск DVD/Blu-Ray traz os Rolling Stones em lendário palco londrino 
.
 .
Em muitas vitrines, os Rolling Stones estão em destaque, e o DVD/Blu-Ray The Marquee Club – Live in 1971 talvez seja o produto mais instigante.  Essa relação com os filmes do grupo vêm de longa data e sempre que os Rolling Stones estão prestes a visitar o Brasil como agora, é normal que venham às nossas mentes algumas ligações que temos com a obra do seminal grupo de Jagger&Richards. Passei a colecionar discos dos ingleses por volta dos treze anos de idade, no embalo da descoberta arrebatadora do universo dos Beatles. Mais tarde, após ter assistido nos primeiros sopros da década de 1990 ao documentário 25×5,  me senti na obrigação de ver todos os filmes relacionados aos Stones. 25×5 foi lançado na era VHS, mas para quem quiser mergulhar no estilo de vida Rock&Roll Star de Mick,Keith&Cia,  o DVD/Blu-Ray Crossfire Hurricane é fundamental.
.
Оборудование для пенобетона Jagger e suas palminhas impagáveis
.
Nos últimos dias, assisti aquele que poderia ser provavelmente o único DVD dos Stones que eu ainda não havia conferido – The Marquee Club – Live in 1971. Trata-se de mais um show sob a etiqueta From The Vault, que tem resgatado algumas apresentações do grupo, com som e imagens restaurados como enfatiza o selo da capa. Ao menos desta coleção From The Vault, devo dizer que este é disparado o meu favorito, pois ver os Stones no lendário Marquee (local onde os Stones fizeram seu primeiro show) com a imagem tão ok e o som idem é algo fantástico. Só mesmo os Rolling Stones conseguiriam fazer um espetáculo intimista e incendiário daquela forma. No peculiar palco londrino, eles mostraram estar em 1971 em um momento mágico com o lançamento do clássico álbum Stick Fingers e já com Mick Taylor na guitarra. Lembremos que o antológico disco mencionado,  foi relançado ano passado com um vinil extra, edição de luxo e tudo mais.
Mick Jagger não para de acionar suas impagáveis palminhas ao longo do show no Marquee e, com seu eterno pareceiro Keith, cantou o refrão de ” Dead Flowers” no mesmo microfone, em uma linda imagem que reforça a conotaçao de dupla crucial para a cultura rock. Em ”Live With Me”, que abre o show, e ”Midnight Rambler” também estão entre os pontos altos de um espetáculo imperdível que foi lançado também em LP. Estilosos como sempre, os Stones  nos extras podem ser vistos  no Top Of The Pops, fazendo ”Brow Sugar”, que assim, como no preparado show do Marquee, também conta com a chancela da BBC. Que venham os concertos do Brasil! Olé!
artigo publicado por popmix
tags

Savages mais uma vez

30 de janeiro de 2016

Grupo de Londres está de volta ao disco! 

Quando o Savages debutou em 2013, com o aclamado Silence Yourself, não restavam  dúvidas de que esse elogiadíssimo grupo de mulheres, formado em Londres tinha mesmo muito a nos dizer. No final daquela temporada, o Popmix cravou a estreia dourada das meninas como o disco do ano e, é claro que desde o início de sua carreira, o Savages já era pra lá de comentado, com todos os méritos em várias mídias.

Agora, a vocalista Jehnny Beth e suas amigas estão de volta com Adore Life, álbum que mantém bem o nível de seu antecessor. Adore Life já está sendo festejado por aí direto, e o clipe de ”The Answer”, faixa que abre o disco, é dos mais pulsantes.

Se um show de rock serve muitas vezes para lavar a alma, esse vídeo entrega a tal troca de energia entre músicos e fãs. Trata-se de um clipe que capta a crueza roqueira do grupo no palco, sem deixar escapar a sua sonoridade dark. A guitarra de Gemma Thompson está tinindo e ainda traz um riff muito bacana e uma avassaladora atuação da cantora francesa Jehnny Beth também não passa despercebida. Tudo nesse contexto pop nos faz pensar que mal o ano começou e o clipe, que muita gente vai compartilhar exaustivamente em 2016, já pode estar aí.

E olha, lembra que eu escrevi acima que ”The Answer”, era a primeira do álbum? Sim, a vigorosa música é só o começo de um trabalho seguro, com texturas semelhantes a da premiada estreia, mas com letras mais reflexivas talvez e com temas como o amor, por exemplo. (Assista ao video de ”The Answer”, na página oficial do Savages, no Youtube, com o link no final desta matéria) 

 Disco oferece outras boas faixas

 ”Evil”, a segunda do álbum, não deixa por nem um segundo o clima cair e a marcante bateria de Fay Milton está lá certeira continuamente. Como em Silence Yourself, as linhas de baixo de Ayse Hassan, no restante de Adore Life, dialogam bem com o pós-punk. Os farois do segmento  ecoam muito no som das garotas , que mais uma vez devem agradar aos fãs de Gang of Four, Joy Division e Siouxsie & the Banshees, ao longo deste lançamento. ”Adore”, com seus cinco minutos de duração, é lenta, cativante  e também já ganhou o seu clipe. O Savages, que já se apresentou em São Paulo em 2014, no Lollapalooza Festival, será destaque no badalado Coachella Festival, nos Estados Unidos, em abril.

E assim, a Inglaterra segue tendo excelentes bandas de mulheres, pois, se em Londres surgiu o Savages, Manchester revelou o Pins, que continua firme e conta com uma idade parecida com a do Savages, ambas com dois discos, muitos fãs e vários shows agendados.

artigo publicado por popmix
tags

Dez álbuns!

13 de janeiro de 2016

O Popmix e os discos do ano

Como sempre nesta época do ano, escolhemos dez discos que, de alguma forma, marcaram a temporada passada. Estes álbuns foram alguns dos mais interessantes lançados em 2015 na cena internacional. Confira nossa lista:

1 – Richard Hawley – Hollow Meadows

+ Richard Hawley em disco inspirado

 

2 – Paul Weller – Saturns Pattern

Paul Weller lança Saturns Pattern nos EUA e Popmix confere!

3 – Leon Bridges – Coming Home

 

4 – Noel Gallagher’s High Flying Birds – Chasing Yesterday

 

5 – Amason – Sky City

Amanda Bergman e sua linda voz

6 – New Order – Music Complete

 

7 – Houndmouth – Little Neon Limelight

Houndmouth traz um dos hits do ano.

 

8 – Hooton Tennis Club – Highest Point in Cliff Tow

 

9 – Blur – The Magic Whip

O Blur e seu novo disco

 

10 – The Spitfires – Response

Assistimos ao show do Spitfires no 100 Club

 

Os dez discos de 2014

artigo publicado por popmix
tags

Aula de cultura pop

22 de dezembro de 2015

Compilação com vídeos dos Beatles é fundamental para as novas gerações.

 

Beatles 1 traz as mágicas imagens do quarteto de Liverpool e muito do que foi norteado por eles na fundamental década de 1960. Reunidos de forma cronológica, os vídeos de 27 clássicos da banda de rock mais bem sucedida da história podem funcionar como uma espécie de aula de cultura pop para as novas gerações. Com hits que atingiram o ápice das paradas, começando pelo embrionário vídeo de ”Love Me Do”, que anunciava que o mundo seria ainda mais dos Beatles nos anos seguintes, passando pelo do histórico clipe de ”All You Need Is Love”, até o final com James Paul McCartney e seu vozeirão cantando ao piano ”The Long and Winding Road”, estes vídeos podem sintonizar o espectador na obra do grupo. E com tantas imagens das mais diferentes fases da carreira de John, Paul, George e Ringo, os clipes, que tiveram som e imagem totalmente retocados com alta tecnologia, contextualizam, no mínimo, o beabá do univeso Beatles. Cabelos com o famoso corte Moptop, depois a fase psicodélica com as roupas da era Sgt. Pepper’s, ou ainda o look da fase Let It Be, nos fazem ”transitar” pela própria história do rock, da moda, e de todo o comportamento jovem da década de sessenta, principalmente. Nos extras, comentários de Paul McCartney e Ringo Starr estão disponíveis. Beatles 1, que surgiu inicialmente em 2000, como um CD simples e depois com um LP, foi agora também lançado com uma edição luxuosa, um box cheio de extras, com um livro bacana e vídeos raros. Seja qual for o formato, este lançamento, que remete aos primórdios do videoclipe, é um belo presente, em especial para esta época do ano. Lembrando sempre que a obra dos Beatles vai muito além desse produto.

artigo publicado por popmix
tags