Kiwanuka na Big Apple

25 de junho de 2012

Texto e foto: Vitor Diniz

Em Nova Iorque existia, mesmo alguns dias antes, um forte frisson em torno da única apresentação do cantor inglês Michael Kiwanuka na cidade. Destaque na revista Time Out daquela semana e com ingressos esgotados, o músico que é uma das grandes apostas para faturar boa parte dos prêmios em 2012, subiu ao palco do Highline Ballroom com sua magistral banda.

Kiwanuka, à frente com seu violão e um certo estilo folk, contou ainda com guitarra, baixo, teclado, bateria e percussão em seu grupo, ou seja, além dele mais cinco músicos altamente habilidosos o acompanharam na noite do último dia 13 de junho, em Nova Iorque.

”You’ll Give Everything But Love” foi a primeira da noite a encantar o interessado público que fazia silêncio para ouvir cada acorde. ”Tell Me a Tale”, que remete a Van Morrison, abre Home Again, único disco do talentoso londrino, filho de africanos. Nesta apresentação, a música ganhou contornos acentuados do mais puro jazz, e, com improvisos redondos, teve sua versão esticada.

Lembrando os grandes da música negra

Cantando quase sempre com o rosto inclinado para a esquerda, o músico quase não encarrava a plateia e parecia fazer força ao soltar sua bela voz, sempre transbordando dramaticidade em suas interpretações valiosas.

”I’m Getting Ready” rendeu um dos mais emocionantes momentos de um show em que Kiwanuka acertou até na hora de sair de cena . Depois de interagir simpaticamente várias vezes com os americanos e de tocar doze faixas fez uma pausa. Depois mais duas no tempo extra, com a dançante ”I Don’t Know”, lembrando os grandes da música negra.

 + Leia a resenha do primeiro disco de Kiwanuka

artigo publicado por popmix
tags Michael Kiwanuka shows

Para esquecer a rotina

27 de março de 2012

Por Vitor Diniz

05

Sério candidato a disco do ano, Home Again é o primeiro álbum de Michael Kiwanuka, músico proveniente do norte de Londres e filho de pais de origem africana.

Com um som que simultaneamente remete a mais pura sofisticação e a genuína simplicidade do folk, este jovem, que é fã de Radiohead, ainda se aventura por outros caminhos, como soul e jazz. Aqui tudo soa lindo e se trata de um disco perfeito para uma noite tranquila. A cada apreciação o ouvinte poderá descobrir um novo detalhe.

No melhor estilo singer-songwriter, Kiwanuka vai dilacerando os corações de alma pop, ao longo das dez músicas desse grande álbum.

Impossível não pensar em Van Morrison logo que a agulha aterrisa no vinil de capa escura e os primeiros minutos de “Tell Me A Tale” começam a nos emocionar. “Rest” é outra que pode ser a próxima grande música da sua vida. Caso isso não aconteça, você ainda terá outras oito opções para esquecer da desgastante rotina.

Kiwanuka e seu violão podem agradar tanto aos ouvintes de FM que foram pegos pela leveza de Corinne Bailey Rae, quanto aos indies que adoram Mumford & Sons.

artigo publicado por popmix
tags lançamentos Michael Kiwanuka